Comprar casa: preço desacelera em 12 dos 24 maiores municípios do país
« Voltar atrás

Maior abrandamento da subida dos preços das casas vendidas no verão de 2022 foi observado em Guimarães e no Porto, aponta o INE.

O atual contexto económico está a mudar o mercado residencial em Portugal. A subida dos juros no crédito habitação, a alta inflação e a perda de confiança dos consumidores estão a arrefecer a compra de casas no país. Isto quer dizer que a procura de casas está a retrair, embora continue a ser bem superior à oferta de habitação existente. Esta atual dinâmica de mercado tem influência sobre os preços das casas. Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE) observou-se uma desaceleração dos preços das casas em 12 dos 24 municípios com mais de 100 mil habitantes no terceiro trimestre de 2022. E foi em Guimarães e no Porto onde este abrandamento dos preços foi maior.

[Clique na imagem para ler a notícia completa.]